Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ARESTAS

ARESTAS

Apontamentos sobre Arquitectura e Sociedade (3)

FREITAG, Michel (2004: 15-22). Arquitectura e sociedade. Lisboa: Publicações Dom Quixote.

 

Este novo capítulo intitula-se: «Para uma história política da arquitectura na sociedade moderna». Para reflectir sobre este assunto, o autor parte da ideia «de que o objecto mais próprio da arquitectura é a sociedade compreendida na sua unidade e na sua ordem, e na sua duração, bem como a posição do mundo e a sua modulação frente a essa ordem da sociedade, e através dela.» (2004: 23)

Para poder reflectir sobre esta questão, o autor leva-nos interiorizar alguns aspectos teóricos que definem a realização da unidade da sociedade. Segundo ele, esta é operada por três modos de reprodução: «a regulação ou a reprodução cultural-simbólica»(2004: 23); «a regulação político-institucional»(2004: 24) , sendo que este modo se sobrepõe ao outro, sem anulá-lo e indica como as práticas sociais estão submetidas a regras formais alheadas do significado das práticas culturais, fazendo com que este modo se imponha pelo o seu discurso de legitimação de poder «repartido» entre instituições e Estado; e um terceiro modo, que o autor descreve longamente sem propriamente nomeá-lo. Este terceiro modo rompe com a ideia principal de realização da unidade da sociedade, posto que o autor nos diz que «assistimos ao fraccionamento do sistema unificado do poder de Estado, à multiplicação dos centros de decisão relativamente autónomos, descentrados, e, correlativamente, ao apagamento progressivo do carácter formal, a priori, universalista das regras e das leis»(2004: 24) Aqui, posto que estou bastante dividida quanto à descrição deste terceiro modo de reprodução, tenho que lembrar que este texto foi publicado pela primeira vez em 1992 pela editora La Lettre Volée de Bruxelas, portanto há que situar no tempo e no espaço. O parágrafo sobre este terceiro modo requer uma leitura mais atenta à qual voltarei.

Links

ALTER

AMICI

ARGIA

BIBLIOTECAS

EDUCAÇÂO

ITEM SPECTO

VÁRIOS

Sapatos, Figas e Pedras

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D