Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ARESTAS

ARESTAS

Lembrete: Comuna de Paris 18/03/1871 e Semana Sangrenta de 21/05 a 28/05 de 1871

 

Texto de Gustave Courbet Journal Officiel de la Commune de 5 de abril de 1871

 

Hoje, Paris é livre, pertence-se e a província está na escravatura. Quando a França federada puder compreender Paris, a Europa será salva. Hoje, lanço um apelo aos artistas, apelo à vossa inteligência, ao vosso sentimento, ao vosso reconhecimento, Paris alimentou-os como uma mãe e deu-lhes o vosso génio. Neste momento, os artistas devem com todas as suas forças (é uma dívida de honra), participar na reconstrução do seu estado moral e do restabelecimento das artes, que constituem a sua riqueza. Por conseguinte, é da maior urgência abrir novamente os museus e de pensar seriamente na próxima exposição. Desde já, cada um deve pôr as mãos à obra e os artistas das nações amigas responderão ao nosso apelo. Já temos a nossa desforra, o génio vai levantar voo, porque os verdadeiros prussianos não eram os que inicialmente nos atacavam. Estes, fazendo-nos morrer à fome fisicamente, serviram os nossos interesses para reconquistarmos a nossa vida moral e elevarmos todos os indivíduos à dignidade humana.

Ah! Paris, Paris a grande cidade, acaba de sacudir o pó de todo o feudalismo. Os mais cruéis prussianos, os exploradores do povo, estavam em Versalhes.
A sua revolução é ainda mais equitativa por vir do povo. Os seus apóstolos são operários, o seu Cristo foi Proudhon. Há mil e oitocentos anos, os homens de coração morriam suspirando, mas o povo heróico de Paris vencerá os mistificadores e os atormentadores de Versalhes, o homem governar-se-á a si próprio, a federação será compreendida e Paris ganhará a mais bela glória jamais registada na história. Hoje, repito, que cada um seja desinteressadamente pobre. É o nosso dever para com os nossos irmãos soldados, estes heróis que morrem por nós. O bom direito está com eles. Os criminosos reservaram a sua coragem para a santa causa.

Sim, cada qual entregando-se ao seu génio sem entraves, Paris duplicará a sua importância e a cidade internacional europeia poderá oferecer às artes, à indústria, ao comércio, a todo o tipo de transacções, aos visitantes de qualquer país, uma ordem imperecível. Um desafio dos seus concidadãos que não poderá ser interrompido pelas ambições monstruosas de pretendentes monstruosos.

A nossa era vai começar, curiosa coincidência! Domingo é o próximo dia da Páscoa. Será esse dia que verá a nossa ressurreição! Adeus ao mundo velho e sua diplomacia!


GUSTAVE Courbet

Texto editado pelo Journal Officiel de la Commune de 5 de Abril de 1871


Fonte:http://www.theyliewedie.org/ressources/biblio/fr/Increvables_anarchistes_-_Courbet_Proudhon_et_la_commune_de_Paris.html


Links

ALTER

AMICI

ARGIA

BIBLIOTECAS

EDUCAÇÂO

ITEM SPECTO

VÁRIOS

Sapatos, Figas e Pedras

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D